Melhores empresas para trabalhar: saiba como funcionam os rankings

Estar na lista das melhores empresas para trabalhar é um grande incentivo às organizações. Figurar entre esse seleto grupo ajuda a atrair os melhores talentos do mercado, que, certamente, vão ajudar a corporação a atingir novos patamares de produtividade e inovação.

Mas o que é necessário para receber esse título? Neste post, vamos explicar um pouco sobre como é feita essa seleção, os fatores que são analisados e a relação entre esse tipo de lista e o endomarketing de uma empresa.

Se você tem curiosidade sobre o assunto e quer começar a promover ações para que a sua organização também faça parte das melhores, continue lendo este post!

Como são feitos os rankings de melhores empresas para trabalhar?

Diversas instituições fazem uma eleição anual das empresas que apresentam as melhores condições para os seus funcionários, com diferentes metodologias.

A Você S/A leva em consideração o Índice de Felicidade no Trabalho, que quantifica a satisfação dos colaboradores com base em fatores como salário, oportunidades de carreira, liderança e qualidade de vida.

Já a Great Place to Work, publica mais de 40 rankings por ano, indicando as melhores empresas divididas por âmbito regional, nacional, setorial e temático. As companhias premiadas no ranking nacional também são avaliadas pelo ranking América Latina. Esses rankings levam em consideração as organizações que têm o selo GPTW e avaliam as práticas culturais das empresas, assim como os comentários abertos das pesquisas realizadas entre os funcionários.

Quais fatores são analisados nessas avaliações?

Alguns fatores que são levados em consideração na hora de avaliar as melhores empresas podem ser destacados.

Plano de carreira

Sem enxergar possibilidades de crescimento dentro da organização, é comum que os profissionais comecem a procurar novas oportunidades no mercado de trabalho.

Por isso, é tão importante investir na estruturação de um plano de carreira sério, tanto para reter os colaboradores quanto para atrair novos talentos.

Ser um espaço que ajuda no desenvolvimento dos profissionais é uma das características das melhores empresas para trabalhar.

Clima organizacional

Ter um clima organizacional positivo é fator indispensável para as empresas. Os funcionários devem se sentir confortáveis no local de trabalho, em um clima de amizade e cooperação ― aliás, esse é um dos aspectos que mais trazem felicidade na rotina profissional.

Estímulo à realização profissional

O bem-estar de um colaborador não depende só das condições de trabalho. É preciso que outras áreas da vida também estejam bem para que essa pessoa tenha motivação e energia para conseguir se dedicar.

Boas empresas entendem a necessidade dos indivíduos de realizarem seus sonhos e seguirem seus propósitos pessoais, e procuram incentivá-los nisso, para que tenham maior satisfação pessoal — o que, consequentemente, vai se refletir em resultados positivos para a organização.

Colaboradores com autonomia

Incentivar a autonomia torna o ambiente muito mais leve e produtivo. A presença do gestor é importante para esclarecer dúvidas e coordenar a equipe, mas cada pessoa deve ter liberdade para conduzir o próprio trabalho, claro que ciente dos prazos e responsabilidades.

Essa autonomia pode vir desde a tomada de decisões até mesmo a flexibilidade de horários, com possibilidade de trabalho remoto em sistema home office, por exemplo.

Essa prática ajuda não só a melhorar as condições laborais, como estimula a inovação e aumenta a qualidade de vida dos profissionais, afetando positivamente os resultados.

Feedback e reconhecimento

O capital humano é o mais importante ativo de uma organização. Por isso, é tão importante investir nas pessoas que trabalham com você e ajudam a empresa a conquistar bons resultados.

O reconhecimento tem um papel muito importante nisso, feito por meio de feedbacks que ajudam o funcionário a entender o impacto do seu trabalho, o que ele vem fazendo de melhor e como pode aprimorá-lo ainda mais.

Pacote de benefícios

A remuneração não é limitada apenas ao salário. Os benefícios complementam o ganho do trabalhador e são considerados na avaliação das melhores empresas. Um plano bem estruturado ajuda a atrair talentos e reter os bons funcionários que já contribuem com a organização.

É importante ressaltar que esses benefícios devem considerar o bem-estar dos colaboradores, atendendo às suas necessidades e facilitando sua a rotina.

Valores bem definidos

Os valores de uma empresa estão intimamente ligados à sua reputação no mercado. Dificilmente um bom profissional vai se sentir atraído pela proposta feita de um lugar conhecido por ser desleal, por ter práticas abusivas ou por poluir o meio ambiente, mesmo que seja uma boa vaga com remuneração e benefícios interessantes.

Organizações que tenham valores éticos e, principalmente, que pratiquem verdadeiramente esses conceitos, tendem a atrair a atenção de profissionais do mercado e das instituições que avaliam as empresas anualmente.

Qual a relação entre o ranking das melhores empresas e o endomarketing?

O endomarketing (ou marketing interno) é uma poderosa estratégia para engajamento dos funcionários e redução do turnover. É por meio dele que é feita a construção da imagem da empresa como um bom lugar para trabalhar, tornando esse local o emprego dos sonhos.

Vale lembrar que, como tem foco nos trabalhadores, trata-se de uma estratégia que procura verdadeiramente entender as necessidades dos funcionários e aumentar a sua motivação. O endomarketing entende que seus contratados são os primeiros a falarem da empresa para amigos e familiares, o que influencia a visão das pessoas do seu círculo social sobre a organização.

Portanto, trabalhar o endomarketing é o primeiro passo para desenvolver em sua empresa uma estrutura tão forte a ponto dela ser considerada um dos melhores lugares para trabalhar.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os rankings de melhores empresas para trabalhar e dos aspectos corporativos avaliados, que tal começar a aprimorar esses conceitos dentro do seu negócio? Trata-se de um investimento que, certamente, vai aumentar o valor de mercado da sua corporação e colocá-la à frente da concorrência — não só na hora de atrair os profissionais, mas na preferência pelo produto ou serviço.

Se você quer mais dicas para melhorar as práticas internas do seu negócio, assine a nossa newsletter. Publicamos conteúdos que vão ajudar na comunicação com os colaboradores e na gestão da sua empresa!

Relacionados